Projetos I+D

TheraYAP

Abordagem para o tratamento personalizado de pacientes com cancro através do inibidor YAP-TEAD

O objetivo principal do projeto atual é obter um novo fármaco antitumoral inovador e eficaz, e introduzi-lo o mercado através de um processo validado e de medicina personalizada, acompanhado por uma ferramenta diagnóstica que permita identificar os pacientes que se possam beneficiar da terapia.

O primeiro subobjetivo do projeto consiste em focar a investigação da eficácia dos compostos que apresentam uma maior citotoxicidade em ensaios de peneiração através de fileiras de linhas celulares em três tipos tumorais concretos: NSCLC, TNBC e mesotelioma maligno. Estes três tipos tumorais, nos que s descreveu a alteração de YAP1 pertencem ao grupo de tumores com um menor rácio de sobrevivência aos 5 anos, pelo que os possíveis avanços nas opções limitadas de tratamentos são de vital importância para os pacientes.

3

empresas europeias participam no projeto

detailGrey

O projeto procura oferecer um novo fármaco antitumoral aos pacientes com menor rácio de sobrevivência.

O segundo subobjetivo do projeto consiste no desenvolvimento de ferramentas de diagnóstico que permitam otimizar a seleção dos pacientes elegíveis para a terapia. Para o efeito, focalizar-se-ão os esforços na obtenção de assinaturas genómicas relacionados com uma maior sensibilidade ou resistência aos compostos testados, e a validação de um novo anticorpo para a deteção e localização do YAP através do IHQ e/ou IF. Em ambos os casos, o objetivo final será a obtenção de um Companion Kit que permita a identificação dos pacientes que se possam beneficiar da terapia através da utilização de métodos consolidados e guias de interpretação dos resultados para a análise das alterações de YAP.

Para atingir os objetivos

2015-2019

Para poder atingir este objetivo com sucesso, constituiu-se um consórcio entre três PMEs europeias. A Inventiva agrega a sua experiência na descoberta de fármacos, a XenTech, as suas competências nas investigações de eficácia dos medicamentos contra o cancro baseadas nos modelos PDX, e a Atrys, a sua experiência no campo da imuno-histoquímica e a imunoflorescência.

Este projeto recebeu financiamento do programa conjunto Eurostars-2, com financiamento do CDTI e do Programa-Quadro para a Investigação e a Inovação Horizonte 2020 da União Europeia.

Financiadores

Projetos relacionados